Disfunção erétil tem cura! 07 tratamentos inacreditáveis para levantar a sua vida sexual - Conversa Pra Homem

Mulheres Bem Resolvidas - Dicas e novidades para tornar a homem mais preparado

Disfunção erétil tem cura! 07 tratamentos inacreditáveis para levantar a sua vida sexual

Uma vida sexual ativa, feliz e saudável, é possível! Mesmo assim, lidar com problemas como a disfunção erétil, ejaculação precoce e falta de libido, podem acontecer em qualquer fase da vida.

Aliás, engana-se quem pensa que a disfunção é algo restrito a apenas alguns homens. Segundo o  Ministério da Saúde, no Brasil, a condição afeta cerca de 45,1% da população masculina – e em homens de faixas etárias diversas. 

A disfunção erétil é um problema que afeta a sua vida sexual?

Não se preocupe! Nesse post, você vai descobrir que a disfunção erétil tem cura!

Confira 07 tratamentos para levantar a sua vida sexual!

Disfunção erétil - os medicamentos orais são indicados por médicos para o tratamento da disfunção erétil.

1. Medicamentos orais para disfunção erétil

Os medicamentos orais são indicados por médicos para o tratamento da disfunção erétil.

Entretanto, em alguns casos NÃO é indicado o uso de medicamentos.Geralmente, a opção de utilizar medicamentos é a primeira escolha dos profissionais da saúde.

Todavia, em casos específicos, o paciente NÃO pode utilizar remédios indicados para disfunção erétil, tais como: em casos de contraindicação do uso de algum componente da fórmula do medicamento ou até mesmo problemas nas artérias do pênis.

Olha, a escolha de medicamentos para tratar a disfunção erétil é motivada pela melhora do fluxo sanguíneo que esses remédios causam.

Além do mais, após o uso dos medicamentos, o homem consegue ter ereções satisfatórias – caso for estimulado – durante o período que o medicamento oral age no organismo. 

Ainda assim, atenção: mesmo com os resultados satisfatórios, alguns homens sentem uma certa aversão em utilizar medicamentos orais para a disfunção erétil, pois é visto como uma obrigação tomar o remédio antes da relação sexual, o que pode prejudicar na hora do sexo.

Nesse caso, o médico pode indicar um medicamento de uso diário e contínuo, como é no tratamento de doenças crônicas, por exemplo. Dessa forma, não vai gerar ansiedade em tomar o medicamento antes da relação sexual.

Lembrando que, essa obrigação pode fazer muitos homens desistirem de usar o remédio ou criar uma ansiedade desnecessária, prejudicando o seu desempenho sexual. 

Além de tudo, a automedicação não é indicada, pois pode levar a graves problemas de saúde. Por isso, sempre procure um médico.

Disfunção erétil - a automedicação não é indicada, pois pode levar a graves problemas de saúde.

2. Terapia

Enfim, engana-se quem pensa que somente com tratamentos, com o uso de medicação e outras intervenções é que pode-se ter melhora e cura da disfunção erétil.

Às vezes essa condição está ligada a ansiedade. Desse modo, a terapia é uma das indicações para diminuir o nervosismo e aumentar o relaxamento antes, durante e após a relação sexual. 

Se você lida com a ansiedade antes do sexo e disfunção erétil, saiba que fazer terapia pode ajudar muito nessas condições. O psicólogo contribui para diminuir o eliminar esses bloqueios ligados a disfunção erétil. 

A saber, a cobrança pelo bom desempenho sexual e uma ereção satisfatória, deixam muitos homens angustiados antes do sexo – muitos até evitam relações com suas parceiras.

Entretanto, com a ajuda da terapia, é possível controlar esse medo para, enfim, ter uma vida sexual mais feliz e satisfatória, tanto para o homem quanto para sua parceira. 

O ideal é buscar um profissional que já lide com problemas sexuais e de disfunção erétil, com isso você pode ficar mais à vontade e ter mais sucesso com a terapia e melhorar sua vida sexual.

Lembre-se: o psicólogo não indica medicamentos para a disfunção erétil. A recomendação deve ser feita exclusivamente por um médico.

De acordo com os próprios médicos urologistas, a origem da maioria dos casos de disfunção erétil tem causas emocionais.

Por isso, o acompanhamento do caso através de terapia com um psicólogo é um auxílio bastante eficiente para diminuir e curar o problema. 

Disfunção erétil - outro tratamento que pode curar ou amenizar a disfunção erétil é a bomba de vácuo!
Fatos de saúde

3. Bomba de vácuo

Outro tratamento que pode curar ou amenizar a disfunção erétil é a bomba de vácuo!

Antigamente, ela era muito utilizada para tratar a disfunção erétil, mas caiu em desuso.

Hoje, ela está sendo utilizada, novamente, para tratar e melhorar o problema e, consequentemente, a vida sexual do homem que utiliza esse tratamento.

Além disso, a bomba de vácuo também está sendo recomendada para pacientes que tiveram câncer de próstata, pois ela ajuda na reabilitação das funções normais do pênis. As bombas de vácuo podem ser encontradas em estabelecimentos, como sex shops.

Olha, a bomba de vácuo tem o formato de um cilindro. A saber, o homem introduz o pênis e, através de um sistema próprio de sucção, ocorre a retirada do ar desse compartimento, melhorando o fluxo de sangue na região e, consequentemente, a ereção. 

Em consultórios clínicos, os médicos utilizam a bomba em casos específicos, como na remoção de prótese peniana, causadas por problemas como rejeição e infecção.

Disfunção erétil - a revascularização é um tratamento para quem deseja curar a disfunção erétil.

4. Revascularização

A revascularização é outro tratamento para quem deseja curar a disfunção erétil.

Essa intervenção cirúrgica pode ser indicada para alguns casos de disfunção, após a avaliação médica!

A princípio, esse tratamento é considerado restrito. Apenas um porcentagem bem pequena de homens que lidam com a disfunção podem ser submetidos a revascularização.

O médico pode indicar essa cirurgia quando o paciente tem a disfunção erétil causada por na irrigação do pênis, causado pelas artérias que ficam nessa região. 

5. Injeção peniana

A injeção peniana é outro tratamento indicado para homens com dificuldade de ereção.

Primeiramente, o paciente pode aplicar uma injeção antes da relação sexual, a aplicação deve ser feita na base do pênis, sempre com orientação e prescrição médica.

Em resumo, a injeção peniana aumenta o fluxo de sangue no pênis, melhorando a ereção. 

6. Terapia intra-uretral

A terapia intra-uretral também e indicada para tratar a dificuldade de ereção. O tratamento consiste em aplicar uma cápsula de medicamento na uretra, pois melhora o fluxo de sangue na região. 

7. Prótese peniana

A prótese peniana é outra alternativa para cura dos problemas de ereção. Todavia, ele é indicado para casos que nenhum outro tratamento tenha sido satisfatório. 

Esse tratamento é realizado por meio e uma cirurgia. O tipo de prótese utilizada varia conforme a avaliação médica e necessidades do paciente.

Mas, afinal, quais são as causas da disfunção erétil? 

As causas da disfunção erétil são diversas, as mais comuns são:

  • Ansiedade: pela liberação de adrenalina no sangue, o homem pode ficar ansioso. Com isso, seu desempenho sexual pode ser prejudicado, como no caso de disfunção erétil e outros incômodos. 
  • Depressão: outra causa bastante comum para a disfunção erétil é o quadro depressivo. Ela pode acarretar a perda de vontade e interesse em atividades prazerosas, como o sexo. Com a diminuição da libido, os homens com depressão podem ter dificuldade em ter ou manter a ereção.
  • Problemas neurológicos: diversos problemas de saúde podem causar a disfunção erétil, como os problemas neurológicos. Alguns casos são pacientes com esclerose múltipla e lesões na medula. Essas condições de saúde podem causar danos no caminho dos nervos penianos e, consequentemente, causar a falta de ereção. 
  • Estresse: o dia a dia é estressante, e isso também pode causar a disfunção erétil. Com o estresse ocorre a liberação de hormônios que dificultam a circulação da região peniana, dificultando a ereção.

E mais…

  • Problemas hormonais: a falta de testosterona e outros desequilíbrios hormonais podem favorecer a disfunção erétil.
  • Diabetes: o diabetes também pode dificultar a ereção, pois ela causa danos nos vasos e nervos que levam sangue ao pênis.
  • Medicamentos: uso de antidepressivos, diuréticos e até anti-hipertensivos, além de outros medicamentos, pode causar disfunção erétil.
  • Consumo de álcool: a bebida alcoólica é depressora para o sistema nervoso. Com isso, em excesso, ela causa o relaxamento dos músculos, dificultando a ereção.
  • Tabagismo: o fumo pode causar impotência sexual, principalmente nos mais jovens. 

Em suma, esses são alguns dos tratamentos para ter uma vida sexual mais saudável e feliz!

Como você pode ver, existem várias alternativas para amenizar o problema, até que você possa encontrar uma solução definitiva. Com o apoio necessário, você conseguirá enfrentar essa batalha!

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe agora o meu ebook!

Ele vai te ensinar passo a passo os melhores exercícios para você combater a disfunção erétil!

Gostou do artigo sobre disfunção erétil e câncer de próstata? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário aqui embaixo, vou ter prazer em conversar com você!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *