A  disfunção erétil é um problema que afeta milhões de homens em todo o mundo e tem um grande impacto na qualidade de vida e no relacionamento com as parceiros. Apesar de ser algo comum, o assunto ainda é um tabu e muita gente prefere fingir que ele nem existe. Porém, você sabia que, através de bons hábitos, é possível evitar a disfunção erétil?

Veja como neste texto:

  • O que é disfunção erétil?
  • Quais são os sintomas da disfunção erétil?
  • O que fazer para evitar a disfunção erétil?
  • O que é bom para o homem ficar mais potente?
  • Quais alimentos ajudam a potência masculina?
  • Qual o melhor viagra natural? 

O que é disfunção erétil?

A disfunção erétil é a incapacidade persistente de atingir e manter uma ereção por tempo suficiente para permitir relações sexuais satisfatórias. Ocorre porque o sangue que enche os vasos sanguíneos do pênis para produzir uma ereção não chega em quantidade suficiente ou não permanece no pênis pelo tempo necessário.

Aproximadamente 40% dos homens com mais de 40 anos têm algum tipo de disfunção erétil em maior ou menor grau em todo o mundo. Em alguns casos, eles não duram muito e desaparecem com o tempo, mas quando esses tipos de episódios se tornam frequentes, é quando o diagnóstico de disfunção erétil é obtido.

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia mostrou que 59% dos homens já tiveram problema de ereção. Desses, 12% convivem com a dificuldade de forma recorrente. Além de abalar a autoestima, a disfunção erétil pode ser o primeiro sinal para outras doenças do sistema circulatório.

Quais são os sintomas da disfunção erétil?

Os sintomas da disfunção erétil incluem

  • ser capaz de ter uma ereção às vezes, mas não toda vez que você quer fazer sexo
  • poder ter uma ereção, mas não pelo tempo necessário para poder ter relações sexuais
  • não ser capaz de ter uma ereção a qualquer momento

Porque acontece

A disfunção erétil é uma patologia multifatorial. A ereção é um fenômeno neurovascular que ocorre sob controle hormonal e em um ambiente psicológico específico. Dessa forma, podemos entender que qualquer doença neurológica, vascular, hormonal ou psicológica pode alterar os mecanismos de ereção. Veja as causas mais comuns

1. Condições médicas: As principais causas de impotência são aquelas relacionadas a doenças cardiovasculares (como hipertensão), diabetes, colesterol alto, tabaco, sedentarismo e excesso de peso.

2. Medicamentos: Certos medicamentos como antidepressivos, anti-histamínicos ou comprimidos para pressão arterial podem dificultar a manutenção de uma ereção.

3. Angústia emocional: Estresses como problemas de relacionamento ou até preocupações financeiras podem levar a problemas de ereção e reduzir a excitação sexual.

4. Estilo de vida: Homens com excesso de peso, fumantes habituais, alcoólatras ​​ou usuários de drogas são mais propensos a sofrer disfunção erétil.

5. Cirurgia: A cirurgia, como a praticada no câncer de próstata, é outra causa possível.

6.Lesões: Lesões no pênis, medula espinhal, próstata, bexiga ou pelve também podem causar disfunção erétil.

O que fazer para evitar a disfunção erétil?

A prevenção da disfunção erétil visa evitar, na medida do possível, os fatores de risco que contribuem para o seu aparecimento. O problema pode ser evitado adotando bons hábitos de vida saudável ou modificando aqueles que estão incorretos. Algumas medidas que podem ser adotadas são:

Deixar de fumar

Muitos estudos relacionaram a disfunção erétil ao tabagismo. O tabaco dificulta a circulação sanguínea, e tem a capacidade de alterar a síntese de óxido nítrico (NO). Essa molécula tem a função de dilatar as células musculares nas veias, facilitando o suprimento sanguíneo e aumentando a oxigenação dos tecidos, o que favorece a ereção.

Não abusar do álcool

No caso do alcoolismo crônico, a disfunção erétil está diretamente relacionada ao tempo, frequência e quantidade de álcool ingerido. Em certos casos, o alcoolismo pode causar disfunção erétil permanente que não desaparece mesmo depois de deixar o vício, por isso é de vital importância eliminar ou minimizar o consumo de álcool o mais rápido possível.

Fazer exercício

Como tantas outras condições, o estilo de vida sedentário é um importante fator de risco para o desenvolvimento de disfunção erétil. O exercício praticado regularmente traz inúmeros benefícios, reduz as chances de desenvolver doenças cardiovasculares, reduz o colesterol ruim e promove a circulação sanguínea. 

Controlar o peso

Excesso de peso e obesidade estão relacionados a distúrbios metabólicos que podem levar ao diabetes mellitus, uma doença fortemente associada à disfunção erétil. 

Descansar

A falta de horas de sono, o estresse e a atividade excessiva podem diminuir a libido e causar disfunção erétil. Buscar ter horas de descanso mais eficazes é vital para superar seu desejo.

Mate seu estresse . 

Todos nós lidamos com o estresse diariamente, mas como você lida com isso pode ter um impacto no seu desempenho sexual. O estresse crônico leva a níveis elevados de cortisol, que suprimem a libido. Reduza seu estresse tirando um tempo todos os dias para fazer algo que você goste. Se você se sentir sobrecarregado ao longo do dia, reserve alguns minutos para fazer alguns exercícios de respiração profunda.

O que é bom para o homem ficar mais potente?

Os métodos a seguir podem ajudar a reduzir a disfunção erétil, aumentar a resistência e melhorar a qualidade geral do sexo:

1. Concentre-se nas preliminares

Alguns homens acreditam que a penetração é a mais importante, até a parte definidora do sexo. No entanto, muitos podem ficar animados ao saber que não precisam de uma ereção para agradar suas parceiras. Invista nas preliminares como toques, beijos e sexo oral para aumentar o prazer. Fazer com que elas durem pode melhorar a experiência sexual de todos os envolvidos.

2. Tente algo novo

O prazer sexual prospera em um ambiente de paixão e excitação. Se uma pessoa está com alguém há muito tempo, o sexo pode começar a parecer rotineiro, e pode parecer cada vez mais difícil sentir-se excitado, manter o foco ou agradar o outro. Pode ser útil tentar uma nova atividade ou posição sexual ou fazer sexo em um local diferente.

3- Exercícios de Kegel 

Os exercícios de Kegel (ou pompoarismo masculino) podem ajudar os homens que sofrem com disfunção erétil. São bem simples e podem ser feitos em casa. Veja um deles a seguir.

Ao urinar, interrompa o fluxo da urina. Repita várias vezes e aprenda a identificar os músculos envolvidos.

Quando não estiver urinando, tente contrair esses músculos por 10 segundos. Relaxe-os por 10 segundos e depois contraia-os por mais 10 segundos.

Repita esse ciclo de contração e relaxamento 10 vezes por dia.

4- Preste atenção na sua parceira

Sexo não é uma rua de mão única. Prestar atenção especial aos desejos da sua parceira não apenas torna o sexo prazeroso para ela, mas também pode ajudá-lo a excitar. Falar sobre isso de antemão pode ajudar a aliviar qualquer constrangimento se você precisar desacelerar durante um momento de calor.

Alternar o ritmo ou se concentrar na sua parceira, enquanto você faz uma pausa, pode proporcionar uma experiência mais agradável para vocês dois.

5- Masturbar-se para melhorar a longevidade

Se você não durar o tempo que quiser na cama, poderá precisar de alguma prática. Embora o sexo seja a melhor maneira de praticar, a masturbação também pode ajudá-lo a melhorar sua longevidade.

Quais alimentos ajudam a potência masculina?

Ter um desejo sexual saudável está ligado a sentir-se fisicamente e emocionalmente saudável. Portanto, não é de surpreender que a comida possa ter um papel em ajudá-lo a recuperar seu ritmo. Esses alimentos podem aumentar sua libido e também melhorar sua saúde geral.

1. Carne

Inclua uma variedade de carnes em sua dieta para melhorar sua vida sexual. Carne, frango e porco contêm carnitina, L-arginina e zinco. Carnitina e L-arginina são aminoácidos que melhoram o fluxo sanguíneo, crucial para a resposta sexual em homens e mulheres. 

2. Ostras

Você provavelmente já ouviu falar sobre as propriedades afrodisíacas das ostras. Pesquisa mostram que esse alimento contêm compostos que aumentam os níveis de testosterona e estrogênio.

As ostras também são uma excelente fonte de zinco, que ajuda o fluxo sanguíneo para os órgãos sexuais em ambos os sexos. 

3. Salmão

O salmão é bem conhecido por ter ácidos graxos ômega-3, saudáveis ​​para o coração. O peixe de polpa rosa, assim como o atum e o alabote, podem ser a chave para melhorar sua vida sexual. Os ômega-3 ajudam a prevenir o acúmulo de placa nas artérias, melhorando o fluxo sanguíneo por todo o corpo.

4. Nozes e sementes

Em vez de doces, coma um punhado de nozes e sementes. Cajus e amêndoas estão cheios de zinco, enquanto uma série de lanches saudáveis ​​contém L-arginina para fazer o sangue fluir. Sementes de abóbora, girassol, avelãs e amendoim também são uma boa opção.

As nozes são duplamente úteis, pois também são ricas em ômega-3.

5. Maçãs

Uma maçã por dia pode melhorar sua vida amorosa. Maçãs, juntamente com cerejas e uvas de cor escura, são ricas em quercetina. Este antioxidante, um tipo de flavonóide, pode oferecer vários benefícios à saúde. Quanto ao sexo, a quercetina desempenha um papel no controle dos sintomas da prostatite (inflamação da próstata) e cistite intersticial (CI) e promove a circulação. 

6. Alho

O alho é um diluente natural do sangue, freqüentemente usado para prevenir pressão alta, colesterol alto e doenças cardíacas. As propriedades anticoagulantes ajudam a garantir bastante fluxo sanguíneo para as regiões inferiores.

Esse alimento contém uma substância chamada citrulina ou L-citrulina ( também presente na cebola) que atua na dilatação dos vasos capilares e tem efeitos positivos no coração, no sistema circulatório e traz benefícios para o sistema imunológico.

7.Melancia

Esta fruta também contém citrulina, presente nas partes vermelha e branca da melancia. Ela produz uma dilatação dos vasos sanguíneos e melhora o fluxo sanguíneo para o pênis. Isso melhora as ereções masculinas e aumenta a durabilidade do ato sexual.

8.Gengibre

O gengibre tem efeitos no sistema nervoso central e efeitos afrodisíacos devido à sua ação estimulante. Ele pode ser consumido ralando um pedaço da raiz e adicionando-o a um copo de água fervente. 

Qual o melhor viagra natural? 

Apesar do viagra ainda ser a solução mais procurada para combater a impotência, existem algumas substâncias naturais que podem ser tão eficazes quanto a pílula azul. Não podemos apontar qual é o melhor, já que a melhor opção depende das necessidades de cada um. Separamos, a seguir, os mais eficazes.

Maca peruana ou ginseng andino

É um dos afrodisíacos mais potentes disponíveis. O  tubérculo, nativo do Peru, é  conhecido por conter alto valor nutricional e também aumentar a libido e a fertilidade, é usado há mais de 2 mil anos como estimulante sexual. 

Canela

A canela é outro tempero usado na preparação de sobremesas e mingau. Este alimento ajuda a melhorar a diabetes e a diminuir o colesterol, o que protege o sistema cardiovascular. Seu efeito afrodisíaco é tradicional e muito reconhecido. Pode ser consumido por infusão, deixando os palitos ferverem por alguns minutos na água.

Tribulus

Tribulus terrestris é uma pequena planta frondosa cujas raízes e frutos são populares na medicina tradicional chinesa e ayurvédica Considerada um fitoterápico, é comercializado como suplemento esportivo, além de ser utilizado para aumentar os níveis de testosterona e melhorar o desejo sexual.

Ginseng Vermelho coreano

Raiz conhecida por suas propriedades revigorantes e revitalizantes. É um dos remédios fitoterápicos mais utilizados, também considerado uma fonte de antioxidantes e seu uso sistemático é eficaz no tratamento da disfunção erétil.

Ginkgo Biloba

Suplemento herbal popular na medicina tradicional chinesa. Ele pode tratar vários problemas, incluindo distúrbios sexuais como disfunção erétil e baixa libido, pois pode aumentar os níveis sanguíneos de óxido nítrico, o que ajuda no fluxo sanguíneo, promovendo a expansão dos vasos sanguíneos 

Ioimbina

A ioimbina é uma substância extraída da casca da árvore Pausinystalia yohimbe e já era usada muito antes do Viagra para tratar problemas de disfunção sexual. Estudos apontam que este fitoterápico tem ação vasodilatadora, estimulando a circulação sanguínea e favorecendo o tônus peniano. 

Marapuama

A Marapuama, também conhecida como “Viagra da Amazônia”, é nativa da Amazônia, muito utilizada como energético e estimulante físico e mental. Serve para aumentar a libido, combater o estresse e a fadiga e ainda auxiliar a memória. Muito eficaz contra a impotência sexual, ejaculação precoce, infertilidade masculina, falta de libido e frigidez, além de ajudar a reduzir a fadiga e dar mais energia para o sexo.

Conclusão

Como você pode perceber, é possível você evitar a disfunção erétil apenas com bons hábitos. E lembre-se: esse problema não deve ser visto como o fim da sua vida sexual. Com os cuidados e um tratamento adequado, é possível superá-lo de uma forma mais simples do que muita gente imagina. Siga essas dicas que demos no texto e, caso a disfunção persista, procure um médico.

Gostou das nossas dicas de bons hábitos para evitar a disfunção erétil? Conhece mais alguma que não está no texto? Deixe seu comentário aqui embaixo. Vou adorar conversar com você!