Deficiência de vitamina D causa disfunção erétil, segundo estudo - Conversa Pra Homem

Mulheres Bem Resolvidas - Dicas e novidades para tornar a homem mais preparado

Deficiência de vitamina D causa disfunção erétil, segundo estudo

O corpo humano necessita de muitas vitaminas, minerais e nutrientes para manter-se saudável.

Algumas dessas vitaminas tem papel importante em diversos órgãos e funções do corpo humano, uma delas é a vitamina D, sabia?

Desse modo, confira a relação entre a deficiência de vitamina D e a disfunção erétil, segundo estudo da área!

Além do tratamento por medicamentos e suplementação, algumas técnicas e acompanhamento psicológico também podem auxiliar na diminuição e evitar que a disfunção erétil ocorra.

Medo de broxar

Um dos maiores medos dos homens é broxar na cama.

Assim, alguns até evitar tratar sobre o assunto ou evitam o sexo, pois já apresentam a disfunção erétil. 

As causas da disfunção podem ser várias, algumas delas são:

  • Alcoolismo;
  • Carência de vitamina;
  • Cirurgias pélvicas;
  • Consumo em excesso de medicamentos;
  • Distúrbios psicológicos;
  • Doença de Peyronie;
  • Doenças hormonais, como queda de testosterona, problemas endócrinos, diabetes;
  • Doenças neurológicas, como lesões na medula, Alzheimer, Parkinson;
  • Doenças vasculares, que podem causar problemas na circulação do pênis, algumas delas são hipertensão arterial e aterosclerose;
  • Fibrose dos corpos cavernosos;
  • Tabagismo.

Essas são apenas algumas das causas da disfunção erétil.

O tratamento dessa condição deve ser feita com acompanhamento médico.

Além do tratamento por medicamentos e suplementação, algumas técnicas e acompanhamento psicológico também podem auxiliar na diminuição e evitar que a disfunção erétil ocorra. 

Além do tratamento por medicamentos e suplementação, algumas técnicas e acompanhamento psicológico também podem auxiliar na diminuição e evitar que a disfunção erétil ocorra.
Del Sol Photography

Afinal, qual a relação entre a deficiência de vitamina D causa disfunção erétil

O sol é a principal fonte de vitamina D, essencial para a vida e as funções do organismo humano. 

Um estudo realizado na Itália verificou que a falta de Vitamina D pode aumentar o risco da disfunção erétil. 

Além de outras condições de saúde que podem ser causadas pela falta de vitamina D no corpo, os vasos sanguíneos também podem ser afetados e, consequentemente, causar a disfunção erétil.

A falta de vitamina D no organismo pode causar a estimulação de radicais livres, os íons superóxidos.

Com isso, há um esgotamento no óxido nítrico, que é o responsável pelo funcionamento de forma correta dos vasos sanguíneos.

Essa molécula é essencial para relaxar os vasos sanguíneos e, consequentemente, ocorrer a ereção do pênis. 

Dessa forma, quando há deficiência de óxido nítrico no corpo, a ereção pode ser prejudicada, pois os vasos sanguíneos não relaxam da forma correta, causando assim a disfunção erétil e outros problemas relacionados. 

Assim, tomar sol com proteção de forma regular e consumir alimentação rica em vitamina D podem ser algumas das formas de evitar e diminuir os casos de disfunção erétil.

Além disso, outros tratamentos com suplementação de vitamina D podem ser indicados pelo médico. 

Importância da vitamina D para o organismo

Certamente a importância da vitamina D para o organismo é para evitar diversos problemas e condições de saúde, que podem prejudicar funções essenciais do corpo humano.

Dessa forma, observe alguns benefícios da vitamina D são:

  • Evita pressão e desconfortos no corpo, como transpiração em excesso e tontura;
  • Pode aliviar e até evitar a depressão e os seus sintomas;
  • Diminui as chances de ter  incontinência urinária e fecal;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Promove a saúde óssea, pois estimula o controle do cálcio no organismo;
  • Reduz o risco de diabetes, pois facilita a capacidade do corpo de processar o açúcar. Dessa forma, é possível evitar o aparecimento de diabetes tipo 2, por exemplo;
  • Aumento da saúde vascular, evitando problemas como a pressão arterial e infarto do miocárdio;
  • Proteção a nível genético, evitando doenças sérias e degenerativas como Alzheimer, o mal de Parkinson, esclerose múltipla e demência;
  • Perda de peso, pois há relação na queima da gordura com os níveis de vitamina D;
  • Aumento no desempenho mental e da memória;
  • Ganho de massa muscular, pois estimula o funcionamento adequado de toda a musculatura do corpo e na conexão entre o sistema nervoso e os músculos.

Cuidados no tratamento da disfunção erétil com o uso da suplementação da vitamina D

Primeiramente, quem deseja suplementar vitamina D e tratar a disfunção erétil, precisa consultar um médico, que pode orientar sobre o tratamento e suplementação com a vitamina. 

Olha, um estudo realizado na Itália verificou que a disfunção erétil inicial pode recuperar o nível correto da vitamina no organismo com o uso da suplementação.

Conforme alguns especialistas, homens que possuem os níveis adequados de vitamina D no organismo, não tem a indicação de suplementar esse nutriente com o objetivo de retardar o problema.

Contudo, estudos ainda estão sendo realizados para verificar se a suplementação, como forma de prevenção, surte ou não efeito.

Como consumir a vitamina D

Em forma de medicamento, a vitamina D deve ser sempre indicada por um médico.

Assim como a dose de ingestão diária, que pode variar conforme a pessoa, suas carências nutricionais e avaliação médica. 

Aliás, alguns pesquisadores da área médica das Universidades de Wisconsin e Toronto, chegaram a uma dose ideal que fica em torno de  5.000 e 10.000 unidades de vitamina D ao dia, considerando uma pessoa com 50 kg. Essa quantidade é válida também para gestantes e lactantes, segundo estudo. 

Em crianças essa quantidade deve ser menor, algo em torno de 1.000 unidades de vitamina D ao dia, a cada 5 quilos de peso corporal. 

Fontes de vitamina D

A saber, engana-se quem pensa que para usufruir dos benefícios da vitamina D precisa-se consumir apenas suplementação.

A vitamina D pode ser consumida em formas mais simples. A alimentação é a principal fonte! Conheça os alimentos ricos em vitamina D:

Fígado de boi

O fígado de boi é um alimento fácil de ser encontrado, além de ser rico em vitamina D e ferro, que são vitaminas essenciais para a saúde do corpo e de suas funções. 

Essa é uma ótima opção de fonte de vitamina D para quem busca melhorar a disfunção erétil e outras condições de saúde. 

Manteiga

A manteiga é uma alimento utilizado em vários pratos e ainda acompanha pães, biscoitos, tapioca, e até no café ela pode ser usada.

É o chamado Bulletproof Coffee, uma mistura de café, óleo de coco e manteiga. Uma bebida que é deliciosa, saudável e, segundo especialistas, que até promove o emagrecimento. 

Iogurte

O iogurte é um dos derivados do leite, sendo seu consumo muito saudável e fonte de nutrientes e vitaminas, entre elas a vitamina D. 

Em outras palavras, o consumo do iogurte pode ser feito de várias formas, desde in natura, adoçado com mel, com frutas, em vitaminas, granola e outros preparados.

Ovos

O consumo de ovos também é uma ótima fonte de vitamina D, ideal para quem busca mais um aliado para a disfunção erétil e a carência de vitamina D.

Aliás, os ovos podem ser consumidos de várias formas, cozido, frito, omelete, poché, entre outras receitas que esse alimento versátil oferece.

Sardinha e Atum em lata

A sardinha e o atum são peixes ricos em vitamina D. Seu consumo pode ser mais simples com o uso dos enlatados.

Por isso, quem busca mais nutrientes para ajudar na disfunção erétil, tem nesses alimentos ótimos aliados. 

Queijo Cheddar

Quem gosta de queijos, tem no queijo tipo cheddar uma ótima fonte de vitamina D.

Entretanto, como todo alimento, seu consumo deve ser feito com moderação, evitando problemas de saúde e excesso de peso.

Óleo de fígado de bacalhau

O óleo de fígado de bacalhau é muito rico nas vitaminas A e D, sendo recomendado também para quem deseja melhorar aspectos gerais da saúde e ter uma ajuda extra no tratamento da disfunção erétil.

Nos países onde há pouco sol durante o ano, como os nórdicos, o óleo de fígado de bacalhau é muito consumido, principalmente durante o inverno, quando há baixa na produção de vitamina D pelo corpo humano.

Além desses alimentos, outros também devem ser incluídos em sua rotina alimentar, sempre priorizando as verduras, legumes, frutas, oleaginosas e outros alimentos e preparos saudáveis.

Em outras palavras, a recomendação é contar com o acompanhamento médico e nutricional.

Em conclusão, com o auxílio de um profissional é mais simples, e correto, acertar nas escolhas dos alimentos e no tratamento da disfunção erétil ou outras condições de saúde.

Olha, a vitamina D é mais facilmente adquirida pela exposição ao sol. Consequentemente, pode melhorar o problema da disfunção erétil.

Tome sol regularmente

Olha, a vitamina D é mais facilmente adquirida pela exposição ao sol.

Assim, se quiser manter as suas reservas sempre em dia, é preciso tomar sol regularmente.

Todavia, não é de qualquer maneira que você deve se expor ao sol, é preciso alguns cuidados para aproveitar os seus benefícios, mas sem correr riscos que podem prejudicar a sua saúde. 

A exposição solar deve ser realizada em um horário que fique entre as 10h e 15h, o tempo pode variar entre 5 a 15 minutos diários, segundo especialistas.

Além disso, é preciso manter uma alimentação saudável, com alimentos ricos em vitamina D!

Aliás, essa dica é super importante, pois o sol também ajuda a sintetizar a vitamina D no organismo.

Ou seja, mesmo que você consuma alimentos ricos em vitamina D, e utilize uma suplementação que contenha esse nutriente, ainda será necessário a exposição solar para que ela seja sintetizada pelo organismo!

Melhore a sua vida sexual

Em muitos casos, você pode melhorar seus sintomas de disfunção erétil e até curá-la, já que há muitos tratamentos estão disponíveis!

Caso você sofra com esse problema, não desanime e nem se envergonhe!

Por isso, converse com a sua parceira sobre o que está acontecendo e discuta seus sintomas com seu médico, para que ele possa descartar as causas subjacentes e iniciar um plano de tratamento, já!

Além do mais, você também pode seguir algumas dicas no meu e-book “A Energia do Homem” e melhorar o seu desempenho sexual!

Gostou do artigo? Tem mais alguma dica que queira compartilhar com a gente? Deixe seu comentário aqui abaixo! Terei prazer de conversar com você!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *