Remédio natural para problemas de ereção - Conversa Pra Homem

Mulheres Bem Resolvidas - Dicas e novidades para tornar a homem mais preparado

Remédio natural para problemas de ereção

Problemas de ereção são mais comuns do que você imagina. Embora o assunto seja tabu entre os homens, uma recente pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia aponta que 59% dos brasileiros entre 40 e 69 anos já tiveram dificuldades de ereção e que 12% convivem com essa situação de forma recorrente. A questão é que esse tipo de distúrbio afeta não só a vida sexual e amorosa do homem solteiro, como também de sua companheira ou companheiro. Mas acredite, há um espécie de remédio natural para problemas de ereção. Confira neste artigo o que pode ser uma solução natural e muito mais barata para você!

remédio natural para ereções

A ejaculação precoce e a dificuldade de manter uma ereção satisfatória durante o sexo são as principais queixas de uma relação sexual frustrante – isso para ambos os parceiros. Ao evita falar sobre o assunto, a relação pode afundar em insegurança, receio e até mesmo vergonha, transformando o sexo em algo difícil e delicado, ao invés de ser um momento de aproximação e prazer para o casal. E então, será que existe algum remédio natural para problemas de ereção para que você não precise ir correndo para um médico?

Se não houver um diálogo aberto, a questão pode gerar inseguranças, medos e situações constrangedoras. Então, além de ser um empecilho comum na masculinidade, a disfunção erétil deveria ser tratada com mais naturalidade entre os homens, para que soluções mais saudáveis possam ser aplicadas e difundidas. Para isso, existem exercícios físicos que funcionam como um elixir para os problemas de ereção, que são um remédio natural para problemas de ereção, e você vai saber mais sobre eles aqui!

Como funciona a ereção?

Antes de conversamos sobre disfunção, será que você sabe como funciona a ereção? Ela nada mais é do que um processo psicológico e físico. O pênis é composto por grupos musculares repletos de cavidades, quando essas cavidades se enchem de sangue, o fazem enrijecer. Esse processo de vascularização se dá pelo sistema circulatório: é o coração bombeando sangue para a região sexual.

Por isso, o aumento dos batimentos cardíacos acontece no ato sexual. Mas é claro que o amor e o tesão também influenciam nesse processo, não é mesmo? Além dos músculos, o pênis também é composto por grupos nervosos, que o conferem sensibilidade e que também têm papel crucial na ereção, no prazer e, claro, no orgasmo.

A importância das emoções 

O órgão masculino é enervado por dois grupos nervosos, sendo um deles catalisador e outro inibidor da ereção. Esses grupos nervosos estão ligados à coluna, mais especificamente na sua parte inferior.

Sendo assim, o pênis pode enrijecer apenas por reflexo das ligações nervosas dessa região da coluna. Por outro lado, os nervos levam também informações à região mais central e profunda do cérebro, especialmente ligadas às emoções. Isso caracteriza um processo psicossomático. Ou seja, a ereção nem sempre está ligada apenas a questões físicas, senão associada também às questões psicológicas.

Então, esteja atento também às suas emoções e sentimentos, pois eles podem ser determinantes para manter uma vida sexual ativa e, sobretudo, saudável.

O ciclo de resposta sexual masculino

Podemos pensar no processo de excitação do homem em algumas etapas, como se fosse um ciclo mesmo. A primeira delas está ligada ao desejo, a libido. Esta parte é essencialmente psicológica e pode ser uma das responsáveis pela disfunção erétil. A relação sexual, ou a expectativa por ela, pode trazer consigo ansiedade e outras tensões, capazes de levar à ejaculação precoce ou à não ereção. A fase que nos interessa aqui é conhecida como excitação ou platô. É nela que acontece o processo de ereção, que vem com as preliminares e a consequente penetração. O mais interessante para a relação é quando o homem atinge o ponto de não-retorno, cuja excitação é tão elevada que é irreversível até o momento do orgasmo.

O orgasmo, por sua vez, é o ponto alto do prazer, mas que não está necessariamente ligado à ejaculação. Geralmente os dois processos acontecem simultaneamente, mas isso não é uma regra. Sim, é possível gozar sem ejacular!

Por último, vem o período refratário, quando o os músculos do pênis – e de quase todo corpo – relaxam para se restabelecer para outra relação.

Importante: disfunção não é impotência

É necessário que seja feita essa distinção para que ninguém aqui entre em pânico. Não é por conta de uma ou duas “falhas”, ou por uma noite de insucesso que você se tornou impotente sexual! Então, relaxe. Para que seja caracterizada a impotência sexual é necessário que o homem tenha uma disfunção erétil permanente. Dentro da literatura médica, o termo impotência é pouco utilizado, na realidade. Uma vez que ele está ligado também à falta de desejo sexual em si. Ou seja, o processo de excitação já é interrompido na primeira etapa do ciclo. Por isso, os casos pontuais que eventualmente tenham acontecido com você não vão te caracterizar como impotente sexual, mas vou falar sobre um remédio natural para problemas de ereção que pode te ajudar a manter uma ereção por mais tempo e não afeta sua saúde!

Tratamentos tradicionais X Remédio natural para problemas de ereção

Quase tudo tem solução com os avanços da medicina, certo? Certo! Porém, os tratamentos mais conhecidos para disfunção erétil envolvem fármacos com efeitos colaterais sérios, injeções, eletrochoques no pênis e até mesmo próteses penianas. Já pensou? Melhor nem pensar… As substâncias mais comumente utilizadas no Brasil são sidenafila, vardenafila, tadalafiila, lodenafila e udenafila. Essas estão presentes nos remédios mais comuns receitados para disfunção. Além disso, há os tratamentos que utilizam drogas injetáveis diretamente nos corpos cavernosos. Agora, imagine você tomar uma injeção no pênis antes do sexo! Não dá né?!

Ainda há a terceira linha de tratamento que são as próteses penianas maleáveis, semi-rígidas ou infláveis… Enfim. Claramente essas alternativas são para os casos mais avançados de disfunção erétil! Aqui nós vamos apresentar uma alternativa mais saudável e prática. O remédio natural para problemas de ereção são exercícios para fortalecer a musculatura do assoalho pélvico, que ajudam a manter a ereção e turbinar o desempenho sexual de homens entre 20 e 45 anos de idade.

Consciência do próprio corpo

Antes de recorrer a um médico para tratamentos mais arriscados, é aconselhável uma busca para entender o funcionamento do próprio corpo, sexualmente falando. A orientação de um sexólogo, ou sexóloga, torna o processo mais saudável e seguro, então vá atrás de um profissional.

A consciência do próprio corpo, dos desejos e daquilo que excita sexualmente é extremamente importante para que o homem desenvolva o máximo possível o desempenho sexual. Os estímulos físicos e emocionais são fatores que somam no processo de excitação. Reconhecer as respostas e os estímulos do corpo é essencial para manter uma ereção mais longa e isso auxilia totalmente na hora de você ter um remédio natural para problemas de ereção, sem precisar recorrer a médicos. Assim, você vai conseguir controlar melhor o desempenho sexual, satisfazendo a si próprio e também sua parceira ou parceiro.

Outros músculos além do pênis

Como dito anteriormente, o pênis é composto por grupos musculares e nervosos. Entretanto há outras musculaturas às quais ele está associado e que devem ser reconhecidas e trabalhadas. Quando um músculo do corpo é subutilizado ele tende a ficar flácido e sem força. Trabalhar essas regiões desconhecidas pode representar uma descoberta de algo que você não sabia que existia em seu corpo.

Isso porque, além do pênis, existe o músculo pubococcígeo, que é um dos principais responsáveis pelo desempenho sexual do homem. Quando você trabalha a musculatura do períneo, você vai melhorar o bombeamento de sangue para as cavidades penianas. Os exercícios são capazes de aumentar o calibre das artérias e dar mais potência às ereções, que também durarão por mais tempo. Essa musculatura também é responsável pela ejaculação.

No auge da excitação, quando o homem alcança o orgasmo, esse músculo se contrai involuntariamente proporcionando a saída do sêmen. Outro benefício do fortalecimento dessa musculatura é conseguir estabelecer o controle para que as contrações do períneo sejam cada vez mais involuntárias, assim é possível controlar também o processo ejaculatório.

Remédio natural para problemas de ereção

A dúvida mais comum entre os homens é se os exercícios para o assoalho pélvico funcionam para todas as idades. Bom, é natural que após os 40 anos de idade as taxas de produção de testosterona sejam mais baixas. Contudo, isso não significa o fim da vida sexual, pelo contrário. Agora é o momento de estar mais atento ao próprio corpo, à alimentação e a outros aspectos da vida cotidiana que vão interferir na vida sexual.

Ressalto aqui a importância de uma consciência corporal por meio dos exercícios para o assoalho pélvico. É sempre importante buscar orientação profissional, até mesmo para os exercícios mais simples. Uma vez que a repetição excessiva ou a prática desorientada pode levar à fadiga muscular, gerando o efeito contrário àquele desejado.

Eu espero que você tenha gostado do artigo de hoje e que, de alguma forma, ele tenha te ajudado! Sei que cuidar das questões sexuais nem sempre é simples e quero te dar os parabéns por dar este passo na sua vida. Para te ajudar ainda mais, eu vou deixar o link para você baixar meu ebook gratuito, em “A Energia do Homem” você vai encontrar treinos e explicações para o que pode estar de impedindo de ter uma vida sexual completamente plena. Não deixe de baixar, é simples e é só clicar no link abaixo!

Caso tenha alguma dúvida sobre o remédio natural para problemas de ereção ou os exercícios, deixe nos comentários ou nas minhas redes sociais. Até mais!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *