Tomar cerveja pode retardar a ejaculação precoce? Descubra! - Conversa Pra Homem

Mulheres Bem Resolvidas - Dicas e novidades para tornar a homem mais preparado

Tomar cerveja pode retardar a ejaculação precoce? Descubra!

Por mais divertido que seja, o hábito de beber álcool não é lá muito saudável.

Mesmo aquela cervejinha do fim de semana afeta o seu organismo de várias maneiras, de médio a longo prazo.

Essas alterações aparecem inclusive no âmbito sexual — e não estou falando daquela vontade doida de tirar a roupa, hein! E você já ouviu falar que beber pode atrasar a ejaculação precoce?

A combinação de sexo e álcool é vista como algo prazeroso. No entanto, não é bem assim.

Neste post, vamos entender:

  • A relação entre álcool e sexo;
  • Se ele é capaz de atrasar a ejaculação precoce;
  • Quais outros males a substância pode trazer;
  • O que fazer para reverter o problema.
Ejaculação precoce - a combinação de sexo e álcool é vista como algo prazeroso.

Vamos lá?

Como o álcool age no organismo?

É muito comum que pessoas tímidas usem o álcool para se soltar.

Isso porque ele age do fio de cabelo até o dedão do pé, mas você sente o impacto da bebida logo no cérebro. Nos primeiros minutos, a substância é absorvida pelo estômago e pelo duodeno e vai ser despejada no fígado, que vai eliminá-la do organismo. 

Logo depois, entra na corrente sanguínea e age nos neurotransmissores, responsáveis pelas trocas de mensagens entre as células cerebrais.

Após 20 minutos de ingestão do álcool, ele faz com que você se sinta mais solto e eufórico, com aquele ímpeto de quem pode conquistar qualquer coisa que queira. Isso porque ele age principalmente em dois neurotransmissores: o ácido gama-aminobutírico (Gaba) e a serotonina.

O Gaba é um neurotransmissor inibitório (responsável por reduzir a atividade elétrica do cérebro), que deixa o indivíduo mais devagar e com a fala meio enrolada.

Além disso, age no neurotransmissor excitatório glutamato, diminuindo a ansiedade, relaxando o indivíduo e diminuindo seu autocontrole.Já a serotonina, neurotransmissor excitatório e considerada o hormônio do prazer, é liberada em mais quantidade.

Quanto maior a quantidade no corpo, mais eufórico o indivíduo fica.

Como consequência, há aumento na libido, e você começa a se sentir mais ousado e irresistível. Mas essa sensação é de curto prazo, e por isso a pessoa continua bebendo.

Essa excitação também está relacionada à quantidade de álcool em uma dose. Drinques mais fortes fazem com que as pessoas se sintam mais confiantes e atraentes.

Já a cerveja, que tem um teor alcoólico relativamente baixo (5 a 11%), não traz essa autopercepção sexual. Mas, por mais estranho que pareça, a ingestão de álcool acaba sendo maior, já que tanto a quantidade por copo quanto no total são grandes, diferentemente do que acontece com bebidas mais concentradas.

Ejaculação precoce - o álcool altera o comportamento e faz com que o indivíduo esteja mais flexível à exposição moral e ao comportamento sexual de risco.

E qual a relação entre álcool e ejaculação precoce?

Em um primeiro momento, os antioxidantes encontrados em bebidas como o vinho podem ajudar a aumentar o fluxo sanguíneo para os órgãos genitais.

Para o homem, isso é ótimo: como o pênis fica ereto graças à concentração de sangue na região, a bebida ajuda a manter tudo lá em cima. Mas, como sabemos, é difícil beber poucas taças — e é aí que o problema se encontra.

Quando o órgão sexual é tocado  com consentimento, o cérebro converte essa ação em excitação.

Mas o álcool atua como depressor no sistema nervoso central, diminuindo a sensibilidade local e, consequentemente, a resposta à estimulação sexual. Se o pênis demora a se excitar, também demora a ejacular.

Então, parece que beber pode ajudar na ejaculação precoce, correto? Errado.

O álcool funciona também como um sedativo, por isso atrapalha o foco no ato sexual e também dificulta a ereção. O homem pode ter impotência e a mulher não consegue chegar ao orgasmo. 

Além disso, o álcool altera o comportamento e faz com que o indivíduo esteja mais flexível à exposição moral e ao comportamento sexual de risco.

É claro que o álcool se comporta de maneiras diferentes em algumas pessoas. Algumas ficam apenas mais relaxadas, outras se sentem mais atraentes. No entanto, por mais que beber possa ter um efeito positivo na hora do sexo, as vantagens não superam as desvantagens.

Ejaculação precoce - o álcool é pior para a mulher e não somente para o homem.

O álcool faz mal só para o homem?

Não. Ele é pior para a mulher, já que a estrutura corporal feminina tende a reter mais gordura, que repele a absorção do álcool pelas células.

Portanto, a substância permanece por mais tempo na corrente sanguínea — fenômeno chamado de biodisponibilidade do álcool.

Então, o organismo feminino passa mais tempo exposto aos seus malefícios, principalmente fígado, cérebro e coração. Isso faz com que a mulher adoeça mais facilmente por conta do álcool.

As alterações no sistema nervoso central (que causam patologias como a demência) são mais comum. Já a cirrose aparece em média cinco anos antes na mulher.

Além disso, o álcool é desidratante. O problema é que o indivíduo fica com sede e, em vez de procurar por água, ingere ainda mais bebida alcoólica.

Então, se a mulher beber e resolver transar, vai sofrer um pouco com a secura vaginal. Isso é ainda pior em quem está entrando na menopausa, mas pode acontecer com qualquer uma. 

Ejaculação precoce - o álcool funciona também como um sedativo, por isso atrapalha o foco no ato sexual e também dificulta a ereção.

Quais outros males o hábito de beber álcool pode causar?

  • Coração: a substância também libera adrenalina, que acelera a atividade do sangue no coração, aumentando a frequência dos batimentos cardíacos. As lesões no aparelho cardiocirculatório podem causar pressão alta e infarto do miocárdio;
  • Sistema nervoso central: o álcool afeta o cérebro e pode causar perda de reflexo, problemas de atenção, perda de memória, sonolência e, nos casos mais graves, coma, chegando à morte; 
  • Rins: o álcool tem efeito diurético  — é por isso que você bebe e vai ao banheiro toda hora. Dessa forma, a substância acaba sobrecarregando os rins e comprometendo a eficácia da filtragem;
  • Fígado: a produção de enzimas é alterada, mudando como o álcool se comporta no organismo. Como consequência, podem aparecer inflamações crônicas, hepatite e cirrose;
  • Em mulheres grávidas: o álcool pode acarretar malformação no coração, membros, crânio e face do feto;
  • Estômago e esôfago: o álcool irrita as mucosas de ambos e pode causar esofagite, gastrite e diarreia;
  • Doenças mentais: depois do efeito calmante e da euforia, o álcool tem um efeito depressor;
  • Sistema nervoso periférico: ele também pode lesionar nervos e causar epilepsia;
  • Alterações cardiovasculares: como infarto e acidente vascular cerebral;
  • Doenças do fígado, como a cirrose;
  • Diminuição de imunidade;
  • Diversos tipos de câncer;
  • Pancreatite;
  • Úlceras.

O que fazer para reverter o problema?

Como visto, o álcool é um depressor do sistema nervoso central. Se no começo você se sente mais solto, logo depois ficará com os movimentos mais lentos e até um pouco desanimado. E não vai resolver o problema da ejaculação precoce.

A substância pode até fazer com que você falhe justamente por esse efeito depressor. Então, de que adianta tomar algo que faz você ter coragem se, na hora H, na funciona?

Se você deseja se livrar da ejaculação precoce, precisa ir ao cerne do problema. Veja minhas dicas:

Diminua o consumo ou pare de beber

Quem sofre de ejaculação precoce acaba tendo muitos problemas de autoestima.

Se por um lado beber faz com que você tenha mais coragem e se sinta mais ousado, por outro ele vai piorar sua autopercepção e os problemas psíquicos já presentes.

Pessoas que já sofrem de patologias como ansiedade, pânico e depressão apresentam também problemas relacionados ao uso de álcool. Parar ou diminuir o consumo vai trazer muitos benefícios à sua saúde física e mental.

Além disso, se você fizer uso de medicamentos, o álcool poderá alterar ou cortar a eficácia deles.

Portanto, pelo bem de sua saúde, controle a quantidade de bebidas ou pare de vez.

Use camisinha

A camisinha é a melhor amiga de quem deseja ter uma vida sexual ativa. Além de prevenir contra infecções sexualmente transmissíveis, ela também pode ajudar a retardar ejaculação precoce.

Isso porque o material protege o contato pele com pele e diminui a sensibilidade peniana.

É mais difícil controlar a ejaculação quando o estímulo é maior, principalmente entre homens com hipersensibilidade na glande.

Procure ajuda médica e psicológica

O médico vai verificar o que está causando a ejaculação precoce e receitar o tratamento ou medicamentos mais adequados. Já o psicológico vai lidar com os problemas que podem vir acompanhados dessa disfunção, como a falta de autoestima, a ansiedade e a depressão.

Converse com sua parceira

Muitas vezes, a parceira pode até achar que a culpa é dela. Mas quando falamos de algo fisiológico, não há um culpado específico. Converse com ela e explique o que está acontecendo.

Com certeza ela vai te apoiar e ainda ajudar no tratamento.

Faça exercícios pélvicos

Também chamados de pompoarismo masculino, os exercícios pélvicos não apenas melhoram a ejaculação precoce, como também tornam as ereções mais longas e os orgasmos muito melhores.

Não à toa, são considerados o Viagra natural — mas sem os custos e efeitos colaterais! O melhor é que o homem não precisa de artifícios para praticar os exercícios.

Depois de um tempo, ele pode se exercitar em qualquer lugar, já que a contração e expansão da musculatura interna não é visível.

E sabe quem pode te ajudar? Eu! Para você começar a dar os primeiros passos, eu preparei um e-book completo e gratuito com exercícios simples, que podem ser feitos em casa, em qualquer espaço que você tiver. Baixa agora mesmo o meu ebook gratuito!

Está empolgado?

Gostou do artigo? Tem mais alguma dica que queira compartilhar com a gente? Deixe seu comentário aqui abaixo! Terei prazer de conversar com você!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma avaliação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *